Museus, igrejas e um pulo à praia

Bem, estou na minha terceira semana aqui (olha, terceira semana!) e tenho algumas coisas para compartilhar.

A primeira semana foi dedicada a assuntos burocráticos, não muito excitantes, como comprar as coisas que esqueci (xampu, toalha), achar um adaptador para os meus plugs (as tomadas daqui são diferentes e eu não conseguia nem recarregar meu celular}), aprender a andar na cidade sem ficar perdida, a chegar na escola e a voltar para casa, o que comer, onde comer e tal.

Na parte turística, visitei uma igreja linda, Saint Peter Mancroft, construída em 1456, e fiquei sócia da biblioteca municipal, que é simplesmente fantástica – tem internet, impressora, copiadora e, alem disso, é uma biblioteca gigante, de três andares!

No primeiro final de semana, resolvi despender algumas libras e visitei o castelo de Norwich, que hoje é um Museu de Historia Natural e de Artes – lindo! – e… fiz uma viagem à praia!!! Tenho que grifar que é absurda a praia daqui.

Litoral do leste inglês

Foi assim: minha host mother, Sheil, me convidou para visitar, no norte de Norfolk, uma cidade chamada Wells-next-the-sea (faz sentido, ahn?). Adianto que foi um passeio muito gostoso! Minha host é muito paciente e adora ver quando eu entendo algo que ela esteja tentando explicar. No caminho, fez questão de que passássemos em várias vilazinhas minúsculas, como Cley, Blakney e Grandford, e me mostrou todas as lojas de cerâmica em cada uma (concluí que ela gosta muito de cerâmica).

Em Blakeney, paramos um instante para apreciar a abertura de uma exposição de arte, basicamente com o tema “pássaros” (nessa região, eles tem uma fixação por aves). Como era a abertura, os anfitriões serviram vinho e algumas comidinhas. Resolvi comprar alguns cartões-postais, bem baratinhos (50p ou centavos de libra). Olhei para a parede e vi um lindo cartão, que era bem mais caro (2 libras). Fiquei no compra-não-compra, mas pensei que minha mãe amaria aquele cartão. Resolvi levar e, quando pus no balcão, a anfitriã me disse gentilmente: “Leve de presente”. Óhnnnn!!!! Ganhei meu dia!

Nessa via sacra de vilazinha em vilazinha, chegamos finalmente em Wells-next-the-sea! Fomos à praia e fiquei muito, mas muito surpresa com a “maré baixa” daqui. Enquanto a nossa recua alguns metros, a maré daqui recua cerca de 20km! A praia que eu vi, portanto, era só um mar de areia, com um vento cortante e um frio de avermelhar cada pedacinho de pele exposto. Mas, até isso foi divertido! Voltamos para a casa lá pelas 21h e terminamos a noite comendo um delicioso kebab (espécie de comida turca que conheci domingo passado).

Minha segunda semana foi mais calma. Começou com uma segunda-feira de feriado – dia que não botei a cara na rua e que dediquei ao descanso e ao sossego. Na terça, fui recepcionar a rainha e, nos dias subsequentes, restringi minha rotina a ir a escola e à biblioteca, acessar a internet e nada mais. O frio aqui estava tão forte que era impossível ficar na rua!

Nesse fim-de-semana, porém, tirei o pé-da-lama, e botei a cara nos pubs todos os dias!

Explico: é que começou um Festival de Artes e Música aqui! Mas, isso merece um post exclusivo.

Um pensamento sobre “Museus, igrejas e um pulo à praia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s