Naquela estação

“E o meu coração embora
Finja fazer mil viagens
Fica batendo parado
Naquela estação…”

Foi cantarolando todas as músicas de despedida que, às 14h, dei um abraço apertado no meu amor antes que ele entrasse na plataforma 2 e embarcasse no trem para Londres.

Sua viagem ao Caminho de Santiago de Compostela, com início há exato um mês, foi concluída com uma visita a Norwich nesse fim de semana, viagem encerrada hoje. Após quatro dias ciceronando meu amor por essa linda cidade, me dei conta que só irei revê-lo daqui a quatro meses.

Mas, hoje, quatro meses parecem ser 120 dias, o que é muito mais do que apenas quatro meses.

Na estação de trem, vestindo sua camisa do Brasil amarelo gema, ele botou a mochilinha nas costas e embarcou no vagão C, para depois, no aeroporto de Heathrow, pegar o avião de volta ao Brasil. Eu lhe dei o maior abraço do mundo e não deixei rolar uma lagriminha.

4 pensamentos sobre “Naquela estação

  1. “O trem que chega é o mesmo trem das partida”, mas eu sentia que o trem que se afastava de Norwich ia em câmera lenta. Era eu, todinho, querendo ficar. Foram dias encantados, amor.

  2. Minha linda, a saudade só nos mostra o quanto as pessoas são importantes para nós. Beijos meu amor e muita força e isso eu sei que vc tem de sobra.
    Beijos,
    Mama.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s