Estrasburgo, capital da Europa

Estrasburgo é a maior cidade da Alsácia e a capital da Europa. Sua história, assim como a de toda Alsácia-Lorraine, é marcada pelas disputas entre franceses e alemães pelo domínio de seu território, considerado estratégico.
 

Após a Segunda Guerra, para encerrar quaisquer animosidades entre as duas nacionalidades acerca da região, a cidade foi transformada em capital da comunidade europeia: hoje, é sede de várias instituições do bloco, como a do Parlamento Europeu e da Corte Europeia dos Direitos Humanos.

Sua herança histórica é rica e a cidade se intitula como uma das mais vibrantes do bloco. Seu centro histórico é listado pela UNESCO como patrimônio mundial da humanidade.

Para conhecer toda a Estrasburgo, compramos o nosso Strasbourg Pass, um passe que dá direito a entradas gratuitas em determinadas atrações culturais.

Começamos o passeio com um tour pelo rio que corta a cidade. Sob pontes, entre eclusas e cercados por casarões medievais, conhecemos um pouco sobre a Petite France (Pequena França), nome pelo qual a cidade era conhecida na Idade Média.

Tour pelo rio

Na Catedral de Notre-Dame, apontada como uma obra-prima da arte gótica, a coleção de vitrais que deslumbrou Victor Hugo. O monumento, até o século XIX, era o mais alto de todo o mundo cristão.

Nosso passe nos dava entrada free para a plataforma, de onde se tem uma vista panorâmica da cidade, e para a apresentação do relógio astronômico. Perdemos ambas, o que gerou uma abundância de bicos e resmungos.

Catedral de Notre-Dame

Vitrais.

Relógio astronômico.

A cidade mantém preservada a parte medieval, conhecida como Petite France, com casas em estilo alsaciano e ruas medievais. É uma das suas atrações imperdíveis.

O prédio mais fotografado de Estrasburgo: maison do séc. XVI.

Duas antigas residências, datadas do século XIX, abrigam o Museu Alsaciano, que oferece um fantástico retrato sobre essa região rural da França.

Ele reproduz costumes religiosos, estilo de vida, culinária, vida social e familiar, além da reprodução cenográfica de como era uma casa alsaciana no século XIX, com cozinhas, quartos, sala de ferramentas, varandas, pátio, além das caves para armazenamento do vinho. Além de ter informações relevantes sobre a região, o museu é muito mimoso.

Cozinha.

Sala do alquimista.

Na Alsácia antiga, as noivas casavam de preto.

Lendo tudo para contar pra vocês.

Reprodução do pátio.

Armazenamento do vinho.

Depois de trotar um dia todo por essa cidade, Auro e eu, super cansados, só pensávamos em voltar para Guiberschwihr jantar nossos deliciosos petiscos de supermercado.🙂

4 pensamentos sobre “Estrasburgo, capital da Europa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s