Como alugar carro na Europa

Na viagem que Auro e eu fizemos, de 20 dias por França, Bélgica e Alemanha, alugar um carro foi o melhor dos mundos.

Nosso roteiro incluía viajar por uma região bem peculiar, a Alsácia, onde transporte próprio significava qualidade, e firmamos o pé que alugar um carro seria uma opção acertada. E foi!

Este post será, pois, para contar como foi nossa experiência com aluguel de carros na Europa, e espero que ajude futuros viajantes.

Vou começar enumerando algumas informações importantes:

1. Não é porque você vai ficar 20 dias na Europa que alugar carro é uma boa. Pense no seu roteiro, leia bastante sobre os seus destinos e veja se sua ideia é plausível. Não é plausível, por exemplo, cobrir vários países numa mesma viagem.

2. Se for passar apenas por cidades grandes, é preferível o transporte público. Trens de alta-velocidade cortam toda a Europa, são muito práticos e com bons preços se comprados com antecedência. Os metrôs das capitais são altamente eficientes, enquanto o trânsito é caótico. Em Paris, nosso carro ficou na garagem por quatro dias.

3. Alugar um carro para ficar cortando nove, dez países não é legal. Gasolina no continente europeu é cara.

Se mesmo assim você quer alugar um carro, algumas dicas:

– Alugar um automóvel para descer da Inglaterra para o resto da Europa inclui dirigir do lado contrário e atravessar o Canal da Mancha pelo Eurotúnel, uma vez que a Grã-Bretanha é uma ilha o que a faz ser cercada de água por todos os lados.

– Aluguel de carros na França são quase o dobro do preço. É preferível optar por um destino alternativo. Mas, lembre-se: será necessário voltar com o carro para o seu destino de origem. Alugamos o nosso na Alemanha, mas fazia parte do itinerário voltar para lá.

Opte sem titubear por GPS, mas não esqueça de ficar de olho nas placas! Abaixo, foto do nosso GPS mostrando-nos a Rota do Vinho.

– Ao incluir GPS, certifique-se de que o aparelho contém todos os mapas dos lugares para onde você está indo. Em nossa viagem, esquecemos-nos deste pequeno detalhe. Isso incluiu viajar a esmo por cerca de 200km porque nosso carro só tinha os mapas da Alemanha, Polônia e República Checa. E nosso destino era o lado oposto da Europa.😦

– Portanto, mesmo ao optar pelo indispensável GPS, tenha um Atlas Rodoviário na mala de mão. Eles nos teriam salvo de três problemas inenarráveis com o navegador.😉

– Reservar com antecedência significa pagar (bem) mais barato. Não enrole! Na Europa, essa regra vale de verdade.

– Viajar de carro tem benefícios maravilhosos, como avistar paisagens deslumbrantes em caminhos alternativos, com a possibilidade de fazer uma parada para fotos.

– Ao escolher uma companhia de aluguel de carros, escolha empresas conhecidas. Veja algumas delas: .

Sixt
Avis

Europcar

Eurocheapo

Budget

Descontos

Operadoras de cartões de crédito e alguns pacotes bancários oferecem, gratuitamente, opções interessantes para quem viaja. A Mastercard, por exemplo, tem parceria com a Budget. Promete descontos de até 25% para seus clientes. Cheque as condições do seu contrato e veja a cobertura do benefício.

Cartões Platinum do programa Van Gogh do Santander oferecem, gratuitamente, cobertura de seguro para aluguéis de carro. Regra é a mesma: verifique condições do contrato.

Onde retirar os carros

As empresas têm um setor só para elas nos aeroportos. Munidos do seu passporte, da sua carteira de habilitação internacional (vamos falar dela mais abaixo) e do cartão com o qual você fez a reserva, dirija-se para o guichê da operadora fazer o check-in do seu veículo. Você pode ter uma sorte do cão (como a gente) e pegar um Mercedez ao invés do Fiesta que você alugou inicialmente.😀

Carteira de Habilitação Internacional

Alguns países permitem que o turista viaje com a carteira de habilitação do país de origem anexada ao passaporte. Mas ela precisa vir com tradução juramentada – que é um saco. Se você passar por França e Alemanha, por exemplo, já ferrou: duas traduções, em duas línguas?

Achamos mais barato retirar a Carteira de Habilitação Internacional, que é retirada no Detran. A do Auro foi rápida e indolor. Custou R$ 191,62 e a nova carteira chegou pelos Correios. O triste é que ela não vale no Brasil. Só no resto do mundo todo.

Mesmo assim, recomendamos!

Para saber mais, leia essas dicas:

Europa: avião, trem ou carro?
Carro na Europa – dicas do André Lot.

E que fique claro: poder alugar um carro é uma delícia.🙂

2 pensamentos sobre “Como alugar carro na Europa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s